Hong Kong ‘Open’ de Arco e Flecha – Brasileira Bruna Pickler compartilha resultados

Hong Kong – 20 e 21 de Julho, Star Shoot:

Bruna Pickler participou em Julho pela segunda vez consecutiva do Interport Indoor Archery Open Hong Kong Competition (Star Shoot) com ótima performance e compartilha pensamentos positivos

Este é o segundo ano consecutivo que Bruna Pickler compete na categoria 18 metros (Arco Recurvo) em uma competição internacional de arquearia.

Bruna (BRA / MAC) and Fatima (IRQ)
Bruna Pickler (BRA/CN) e Iraquiana, Fátima Almashhdani (IRQ)

“Ano passado foi a minha primeira participação em um cenário internacional e naquela época eu não tinha expectativa alguma, mas esse ano meu objetivo era demonstrar o mínimo de melhora. Mas eu não esperava que o interesse no esporte teria aumentado. Isto fez tudo parecer diferente, o de ter um número maior de oponentes. Como eu não tenho muita experiência em competições, se tornou um desafio maior do que eu esperava em comparação ao ano passado.”

Em 2019, houveram 24 participantes na categoria feminina de arco recurvo, contra 17 participantes se comparado ao ano de 2018. “Pode não parecer muita diferença, mas num esporte como arqueatia, todo detalhe fica ampliado. Na verdade, o menor dos erros fazem a diferença entre disparar uma flecha, ou desperdiçá-la completamente.”

Bruna Pickler - Archer - Brazilian - Laughs

“Desta vez eu trouxe meu próprio equipamento. Eu passei praticamente o ano inteiro treinando com ele. A parte mais sólida, o “raiser” foi importado da França e é feito de fibra de carbono. Ao mesmo tempo, é mais leve que aquele que utilizei ano passado, é um pouco perigoso (risos). ‘Leopoldina’ (que é o nome próprio do arco) é muito afiada, e se eu não for cuidadosa, ela me deixa em carne viva. Ela não está muito boa em precisão, ainda, porque estas foram as últimas partes que importei, (eu tive literalmente nenhum tempo para treinar utilizando a mira, porque esta chegou da China apenas uma semana antes da competição, me deixando sem tempo para me familiarizar com ela). Eu posso não ter tido o tempo ideal para ajustar a mira com a precisão requerida e perceber a diferença entre os três alvos.”

Bruna ganhou ao final de 2018, o reconhecimento da Associação de Arco e Flecha dos Estados Unidos da América, de instrutora de arquearia, nível 1. Este investimento foi pensado a longo prazo, uma vez que passando-se no difícil teste, guarante-se a habilidade do arqueiro em passar o conhecimento para iniciantes à pratica do esporte desde o dia em que é emitido, até 3 anos depois. “E apesar do que muitos pensam quando me vêem jogar, ou nas redes sociais, eu não tenho o meu próprio curso de instrução ao tiro com arco. Embora tenha tido alunos anteriormente, nunca foi o motivo pelo qual eu procurei a certificação. Eu apenas quis a certificação para ter um conhecimento mais rigoroso sobre o esporte e as técnicas. Então, junto com o conhecimento, veio a habilidade de regulamentar meu próprio tempo de treino livre junto à cancha de tiro, que já era desde o início a minha principal crítica. E Deus abençoe a América… (risos) Esse ativo se tornou a única razão pela qual eu tenha hoje a menor (se é que eu tenho alguma) vantagem competitiva.”

Para os recém-chegados na arte deste esporte, há um dia inteiro de tiro no Sábado, para marcar-se pontos suficientes para qualificação. Então todas as pontuações voltam a zero, e o mata-mata acontece no Domingo, onde o arqueiro com a maior pontuação joga contra o arqueiro com a pontuação mais baixa, e assim por diante. “É por isso que é tão importante ir bem no Sábado. Se você tem uma boa qualificação no Sábado, não há muito que você precise fazer no Domingo, a não ser repetir todos os passos que você teve no dia anterior.”

Resultados de 2019

“Em relação aos resultados de 2019 Interport Indoor Archery Open Hong Kong, houve uma ligeira melhora na minha pontuação geral. O que eu preciso estar atenta, a fim de melhorar o meu treinamento e por extensão meus resultados em futuras competições, é que eu treino todas as semanas ao ar livre, na bela cancha que temos dentro do campus da Universidade de Macau. Existe uma enorme diferença entre estar dentro do espaço restrito de uma cancha indoor, contra uma cancha de 1 km sob a luz do Sol macaense a quase 40 graus Celsius. Por exemplo, algumas peças encolheram durante a prática em ambiente coberto, os mesmos itens que provavelmente dilatavam todos os dias sob o Sol, e ficavam mais apertados, começavam a desmontar sozinhos depois da seção de prática em ambiente interno. Se não fosse por essa experiência de dois dias, eu não poderia jamais saber que isto estava de fato a acontecer. E só descobri porque quando eu fui desmontar meu arco no Sábado depois da seção de Qualificação eu percebi como as peças estavam soltas. Acho que eu precise aprender a lidar com o ar condicionado no seu máximo. Além disso, a falta de espaço entre os oponentes em Hong Kong é outra variável. Os espaços continuam ficando menores, mas em um sentido não saudável. Precisamos de espaço para torcer nossos arcos. É assim que é. E tentar apertar duas pessoas em menos de 1 metro quadrado não conta para nenhum bem estratégico. É um regulamento estranho, por exemplo, se você tiver ‘sorte’ de ser a pessoa do lado esquerdo, pode girar livremente o arco para a esquerda e não acertar ninguém. Mas isso não é o mesmo para a pessoa que precisa ficar à direita. Como não tenho muita experiência em competições internacionais, não sei o que dizer. Só que aprendi que não é um esporte que favorece a igualdade de condições desde o ponto de partida ”.

Estes são pequenos ajustes que Bruna Pickler terá que levar em consideração durante as próximas sessões de treinamento para melhorar no futuro, e sobre selecionar em quais países participar comeptitivamente, uma vez que a regulamentação varia de acordo com cada país. Quando comparados os resultados dos dois anos, em perspectiva com a quantidade de oponentes, iremos encontrar praticamente o mesmo resultado.

B. Pickler terminou em décimo sétimo de 24 mulheres neste ano, contra um resultado de nono entre quize mulheres em 2018.

“No gráfico não mostra muito uma subida, mas definitivamente não mostra uma queda de rendimento. E eu tive sim muita melhora pessoal, e isto estará convertido em resultados ainda melhores num futuro muito próximo. Eu devo isto a todos os meus fãs e família que sempre demonstraram apoio a mim.”

Clique aqui para tabela completa

Fotos extras do fim de semana aqui: (e sim, eu preciso de uma cama Queen size para mim quando estou na China, e as mesas gigantes de vegetais me ajudaram a fazer minha refeição vegana com tofu – o molho na panela quente é de tomates!)

 

Advertisements
BrunaPickler

www.about.me/brunapickler

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.